sexta-feira, 10 de junho de 2016

Revoluções piegas.


Referência direta
Discurso indireto
Impeachment da razão
Intelectual
Ser em si
Albert Camus
Não me admira
Uma nova ira
Panelas em riste
Sonatas na cama
Revoluções cegas

Egos estúpidos
Palavras torpes
Advérbios mais lindos
Conjunções consigo mesmas
Revoluções cegas

Pretensos intelectuais
Virtuais carnavais
Livros que não leem
Palavras não escreverão
No verão; uma ode
À humildade sem maldade
Pela cidade que quer paz

Fomentam discórdias
Sangue metafísico
Em pretensas páginas;
- capas - !
Livros que não leem
Palavras cegas
Revoluções piegas.

Impeachment clichê
Querem eu,
Querem você!
Querem escrever
Jornais, advérbios,
Cascatas sociológicas

_ Ó musas amadas!
_ Ó Apolo luzidio paternal
Haveria lira infernal?
Deuses toscos
Ou batalha seminal
Pelo contra-valor
Ao sabor
Do que ordena o jornal?

Ninguém pegará em armas
Não os "intelectuais".
Criticam os exércitos,
Incitam as forças
Incitam a justiça
Interpretam a carniça
Livros que não leem
Páginas cegas

Revoluções piegas.
Anderson Carlos Maciel


Nenhum comentário: