domingo, 25 de setembro de 2016

Política no vácuo da luz



Extenuado
Sem, aéreo assim
Enfim
Que nem...

Pois
Talvez
Ao léu da tez

Quem
Rubor, valor
Estrutura do ideal

Sal no caracol
De sol bemol

Casas que eu prometi
Ali, lá, acolá,
E aqui?

Prosa do destino
Choro dos ateus.

Anderson Carlos Maciel

Nenhum comentário: