sexta-feira, 7 de abril de 2017

Títulos e Deveres do Poeta.



A escrita, perita
Espera
Aflita, esmera
Ferida
A guerra da letra

Noite,
Se na noite, não
Colorirão estrelas
Com matéria escura
- Brilho -

Sóis bemóis
Anzóis a sós
Quando só, - solidão
Pela mão conduz
A si mesmo

Princípio do fim
De si

Dos sós
Dos nós, de teias
Sociais

Em mil personalidades
Que não, - em si -
Mesmo
Tão
Texto

Pois, teus olhos
Perseguem letras
Goze letras
Goze férias
Leia, - libido-
Tão
Leve

Não acende cigarros
Nem eu, não bebe, leitor
De Éticas metabólicas
Ciência,
Leitura
Ler
Ser, livro, livre e leve
Longe ao léu da lei, - laudas

Onde teus olhos sentem
Teus ouvidos aprendem
Teu silêncio
Teu senso
Teu
Teus filhos lerão

E chamarão filósofo
Da ética

Além de rapsodo, cantor
Ou mal-do-século, novo
Que morre de amor
Como todo outro

Menor poeta.

Anderson Carlos Maciel

Nenhum comentário: