sábado, 20 de maio de 2017

Repente ascendente



De frágeis a ágeis
Viáveis
Veres

São sonatas
Sacras
Do ser, - fórmulas
Tão!

A imago adula
A bula
Da chula comunicação

"Em sendo"
Não me dirijo
Não almejo
Não revejo
Escrevo sob contexto
Usual

Profundas agonias
Vasta literatura psicanalítica

A estrutura de si
Não surpreende
A ninguém

Espetáculo tem de continuar
(Máxima palpitação)

Grudes de dores
Empesteiam
Superioridades em
Simulacros

Contradições, exclusões
Parâmetros das substâncias
Químicas

O corpo já não é corpo
Ou História
Ou leitura
Ou ser

Meus pelos luzem
Seres

Jogam água fria
Da fonte da sabedoria

Túrgido
De saber

O corvo assenta-se
No trono da coruja

Já não coleciona/nem tritura
Lágrimas

Esqueletos somos, do poder

Tóxicos, senão.

Não coleciono eu
Lograres plebeus
Ou
Sou
O que não fui seu

Apenas
Ledas vielas
Em suas querelas
Invertem o sangue
Sobre o papel

Supõem o livro


  Anderson Carlos Maciel
                      

Nenhum comentário: